DESAPEGAR NÃO É SOLUÇÃO PARA COMPRAR MUITO

 

Está na moda desapegar. Cá pra nós, é uma das modas mais legais que surgiu nos últimos tempos. Porque desapegar quer dizer repensar o uso das próprias coisas, e nesse movimento, acabamos descobrindo quanta coisa compramos e não usamos e, talvez, até questionamos o porquê disso. Pode ser uma forma interessante de diminuir a sensação de “não ter o que usar”: é incrível como menos roupas no armário aumentam as possibilidades de você usar todas elas!

Mas tem uma questão complicada aí. O hábito de desapegar frequentemente daquilo que não queremos mais pode acabar gerando uma despreocupação com o ato de comprar. “Compro muito, mas desapego sempre!”.

O que a gente precisa entender é que doar a peça não faz ela desaparecer. Ela continua sendo lixo no mundo. Chato pensar assim, mas é verdade. A melhor forma de agir conscientemente nesse sentido é na raiz: comprar menos, melhor e usar mais, que no fim a gente acaba diminuindo a velocidade frenética de produção de peças.

Mas, Fê! Você vende roupas, mullher! Tiro no pé dar essa ideia, hein? Estamos todos no mesmo barco e eu prefiro vender para quem de fato vai amar minhas roupas por muito tempo (e talvez por isso crescer menos e mais devagar) do que empurrar um monte de “brusinha” sem valor na humanidade!

Deixe um comentário

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.